15/05/2015 às 15:40 - Atualizado em 22/03/2016 às 18:38

CNC projeta, pela primeira vez, retração no volume de vendas em 2015

Divulgação CNC projeta, pela primeira vez, retração no volume de vendas em 2015

Dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), que o IBGE divulgou hoje (14), mostram que, em março, o volume de vendas no comércio varejista brasileiro caiu -0,9% em comparação a fevereiro, já descontados os efeitos sazonais. A queda no mês foi puxada pelos ramos de móveis e eletrodomésticos (-3,0%) e de livros, jornais, revistas e papelaria (-2,3%). O varejo ampliado, que apropria os resultados do comércio automotivo (-4,6%) e materiais de construção (-0,3%) acusou variação de -1,6% na mesma base comparativa.

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, alta de 0,4%, sendo, novamente, os ramos de móveis e eletrodomésticos (-6,8%) e livros, jornais, revistas e papelaria (-5,9%) aqueles que registraram as maiores perdas no período. No acumulado do primeiro trimestre, o varejo registrou retração de -0,8%, seu pior desempenho desde os três primeiros meses de 2003, quando o volume de vendas no conceito restrito retraiu-se 6,0%. Apropriando-se os segmentos automotivo (-14,8%) e de materiais de construção (-4,4%), o varejo ampliado recuou 5,3% − o primeiro resultado negativo em toda a série histórica iniciada em 2004.

Fabio Bentes, economista da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e turismo (CNC), explica que a confiança dos consumidores, abalada pela queda no nível de atividade econômica e seus reflexos sobre o mercado de trabalho e associada à atual tendência de encarecimento do crédito, tem impedido qualquer reação do setor, a despeito do recuo da inflação nos produtos comercializáveis medidos através do IPCA.

Após atingir um pico de 7,1% nos 12 meses encerrados em julho de 2014, os preços médios dos bens de consumo duráveis, semiduráveis e dos alimentos industrializados registraram alta de 5,6% na comparação entre abril de 2015 e o mesmo mês do ano passado, segundo dados do Banco Central.

Desse modo, diante da persistência do atual cenário de compressão do orçamento dos consumidores no médio prazo, a CNC revisou para baixo sua previsão de variação do volume de vendas do varejo restrito para 2015 (de +0,3% em abril para -0,4% em maio). No conceito ampliado, a entidade projeta retração de 6,0% em 2015 contra -5,2% esperados anteriormente.

 

Fonte: CNC

Problemas com a imagem

Sobre o Sindicato

Sindicato do Turismo e Hospitalidade do Estado do Tocantins

  • Endereço:
    Rua D - Qd. 10 - Lt. 1 a 5 - Nº 109 - Setor Eng. Waldir Lins
  • CEP: 77423-030
  • Processo: 566
  • Telefone(s): (63) 3312-1285
    Fax: (63) 3312-1285
  • Email contato: sindhorbsto@gmail.com
  • Presidente:
    MARIA LÚCIA DORTA POMPEU